Sinfonia das palavras: Pingas do nosso mar
Bem vindo! Deixe o seu comentário.

8 de agosto de 2017

Pingas do nosso mar







Cheirei o aroma do rio e do mar,
Ouvi as gaivotas cantar no céu
Senti os carris friccionados
Olhei esse castelo em ondas mergulhado

Passeei em pedras abstractas,
Vi o farol emproado
Canas ao vento
Esperando do rio contentamento

Sorvi a paisagem da foz
Com homem de leme à proa
E lembrei-me de nós

Olhei a casa fechada, triste,
Em pingas saltadas do mar
E lembro-me o tanto que me riste

Delfim Peixoto © ®

Sem comentários:

Enviar um comentário